Estudante de Direito é morto a tiros em assalto

Um latrocínio (roubo seguido de morte) marcou a noite da última quarta-feira, 19, no bairro Henrique Jorge. O estudante Mardônio Freire Júnior, 19, foi morto a tiros depois de ser abordado por dois assaltantes. Estudante do curso de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC), ele estava em seu carro – uma HB20 – quando foi abordado.

 

Segundo a Polícia, o jovem teria reagido ao assalto e acabou sendo atingido por tiros. O estudante ainda foi socorrido e encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF), mas não resistiu aos ferimentos e morreu após dar entrada no hospital.

 

Primo da vítima, Glauco Alves, conta que Mardônio havia saído de casa para comprar uma passagem de ônibus para ir a Ibiapina, cidade onde nasceu. “Lá pela meia-noite, a gente percebeu que ele estava demorando demais. Foi aí que ligamos para o IJF e ficamos sabendo”.

 

Na manhã desta quinta-feira, 20, um adolescente de 16 anos foi apreendido pela Polícia, por ter participado do crime. Ele estava com o carro de Mardônio e portava um revólver calibre 38. Nesta tarde, ele foi ouvido, em audiência, pelo juíz Manuel Clístenes, titular da 5ª Vara da Infância e Juventude de Fortaleza.

 

Faculdade de Direito decreta três dias de luto 

A Faculdade de Direito da UFC decretou luto e a suspensão das aulas por três dias. Por meio de nota, a instituição lamentou o acontecimento:

 

“Em virtude do falecimento repentino do estudante Mardônio Freire Júnior, aluno do 5º semestre da Faculdade de Direito da UFC, a unidade acadêmica decretou luto oficial de três dias e suspensão das suas atividades letivas até o próximo domingo (23). Em portaria assinada pelo Diretor em exercício da Faculdade de Direito, Prof. Regnoberto Melo Júnior, considera-se “a comoção resultante do trágico falecimento do aluno”, ocorrida nesta quarta-feira (19)”.

 

Três latrocínios em três dias

Este foi o terceiro latrocínio registrado durante esta semana em Fortaleza e na Região Metropolitana. Na segunda-feira, 17, o delegado Lucas Craveiro, 33, foi morto quando saia de uma lanchonete localizada na avenida Washington Soares.

 

De acordo com informações do Ronda da Polícia Civil do Ceará, três homens abordaram o delegado e anunciaram o assalto. Lucas estava armado, reagiu e foi alvejado com seis tiros. Ele chegou a ser levado a um hospital de Fortaleza, mas chegou sem vida.

 

No dia seguinte, um comerciante de 76 anos foi morto após ser baleado com um tiro no peito durante a ação de dois assaltantes, no bairro Taquara, em Caucaia.

 

Fonte: O Povo

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta